22 de Dezembro de 2014
4 de outubro de 2013

Passagem de tubulação da barragem de Cupissura pela principal rua de Alhandra está temporariamente suspensa

 

SONY DSCO projeto da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – Cagepa que prevê a instalação, na principal rua da cidade de Alhandra, de uma tubulação por onde passará a água da barragem Cupissura, mobilizou populares, vereadores e o prefeito Marcelo Rodrigues na manhã desta sexta-feira (04). Em visita ao canteiro de obras, o chefe do executivo municipal foi se inteirar sobre a decisão da Cagepa sobre o andamento da obra.

Na ocasião, os técnicos e profissionais que trabalham na empresa Encalso, responsável pelos trabalhos, informaram que, por enquanto, e até nova ordem da Cagepa, a obra não será continuada. Isto porque, está havendo um grande clamor popular em função dos transtornos que a obra vai causar no dia a dia da cidade. A população questiona ainda a forma como a obra foi planejada sem ter nenhuma discussão prévia com a comunidade.

O prefeito Marcelo Rodrigues reconhece que a obra é importante para o abastecimento futuro de água das cidades da região metropolitana da Grande João Pessoa, mas, ele pondera sobre a falta de debates prévios com comunidade local sobre os impactos que essa intervenção vai causar no município. “Vou apoiar o que a população decidir, o que seja melhor para o nosso município”, disse o prefeito, que nos últimos dias tem participado de vários debates sobre o assunto.

Segundo o prefeito de Alhandra, Marcelo Rodrigues, a população se posicionou contra o projeto porque espera que a tubulação seja alojada em ruas secundárias para evitar transtornos no trânsito. “Em Alhandra temos uma rua principal onde transita diversos caminhões e essa obra vai prejudicar a dinâmica da cidade, por isso os moradores e comerciários estão contra. O ideal seria que a tubulação passasse nas ruas paralelas à principal, onde não tem grande volume de veículos”, explica Marcelo.

Finalidade

O objetivo da obra é ampliar e reforçar o abastecimento d’água na Região Metropolitana de João Pessoa, composta por João Pessoa, Bayeux, Santa Rita, Cabedelo, Conde e Alhandra. Com a implementação do projeto de construção da barragem de Cupissura, a Cagepa passará a atender 100% da população dessas cidades, garantindo, segundo técnicos da Cagepa, o abastecimento destas localidades com água tratada até o ano de 2030.

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC