18425046_1331991623560251_2391589442931143912_n.jpg18447099_555642451489991_2381255309103307836_n.jpg18447589_1331991716893575_8918192526365698408_n.jpg

18447583_1331991640226916_1412940045053028065_n.jpg

O Dia D da Campanha Nacional de Vacinação Contra a gripe Influenza, na cidade de Alhandra, foi realizado neste sábado (13), com muita organização. Desde cedo, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde deu início aos trabalhos e, às 8 horas da manhã, os três postos disponibilizados, sendo um na Praça Nossa Senhora da Assunção, ao lado da Câmara Municipal, Centro da Cidade, outro no Distrito de Mata Redonda, em frente a Unidade de Saúde da Família e o terceiro no PSF de Subauma, começaram atender a população.

A vacinação aconteceu até às 16h e contou ainda com uma homenagem ao Dia das Mães.

A secretaria de Saúde informou que, quem não conseguiu se vacinar hoje poderá ser vacinado ainda durante a semana, em qualquer um dos nossos oito PSFs da cidade, de segunda à sexta-feira, das 8h às 16h, pois a campanha segue até o dia 26.

A campanha iniciou no dia 17 de Abril em todas as unidades básicas de saúde, O Dia D foi realizado neste dia 13 de maio. “Vamos até o dia 26 de maio com nossa campanha de prevenção contra influenza, até o momento já vacinamos 65,34% da nossa meta, foram aplicadas 2,441 doses, já chegamos a 87, 93% de doses aplicadas em crianças, 87,23% doses aplicadas em idosos, 72,27% de gestantes e fizemos 118,46% de doses em profissionais de saúde”, destacou a secretária de Saúde, Albarina Kelly.

A meta nacional é vacinar 90% de todos os grupos prioritários, mas a secretária de Saúde Albarina Kelly busca os 100% por saber da importância da vacinação. “Esta semana começamos a vacinar os professores que são o novo grupo desta campanha, no sábado já vacinamos os funcionários do sistema prisional e os privados de liberdade do nosso município, e seguimos com nossa campanha para quem ainda não tomou sua vacina. Alhandra terminou o Dia D, com a melhor campanha em números de vacinação na região do Litoral Sul. Pedimos a conscientização da sociedade porque realmente a vacinação é muito importante para prevenirmos a doença e reduzirmos as complicações, adoecimento, internações, e as mortalidades decorrentes da gripe, principalmente, nos idosos”, destacou a secretária.

O objetivo da campanha é reduzir as complicações, as internações e as mortalidades decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, conhecida popularmente como gripe.

Albarina ainda destacou que este ano, um dos pontos positivos foi a inclusão dos professores da rede pública e privada no público alvo da campanha.  “Aproveito também o momento para agradecer ao Prefeito Renato Mendes pelo apoio no desenvolvimento das ações em saúde. Na ocasião nós da secretaria de saúde homenageamos as mães pelo seu dia, e pela a natureza de se tornarem seres muito especiais aos olhos de Deus”, pontou a secretária.

O público alvo da campanha inclui crianças de 06 meses a menores de 05 anos, gestantes em qualquer idade gestacional, mulheres no período de 45 dias após o parto, trabalhadores da área de saúde dos serviços públicos e privados, pessoas com 60 anos ou mais de idade, portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade, população privada de liberdade e do sistema prisional, e os professores das escolas públicas e privadas que estão em sala de aula.

Para receber a vacina, será necessário levar o Cartão de Vacinação e Cartão SUS, e os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais, precisarão levar também uma prescrição médica, especificando o motivo da indicação da vacina.

A vacina é fundamental contra a gripe, mas há contraindicações para alguns casos e as pessoas precisam ficar atentas a isso. Quem tem alergia grave às proteínas do ovo, por exemplo, não podem ser vacinadas porque se utiliza ovos de galinha no processo de produção da vacina e elas podem ter reações. As crianças menores de seis meses também não podem, assim como quem está com doenças febris agudas.

 

 

 


Ascom PMA