O secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambientes, Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, assinou neste sábado (24) na cidade de Alhandra, a Ordem de Serviço para início das obras de restauração da PB-034 que vai beneficiar, diretamente, 41 mil moradores dos municípios de Alhandra e Caaporã. O investimento na obra é superior a R$ 11 milhões e os recursos são provenientes do Tesouro Estadual. O trecho BR-101/Alhandra/Caaporã possui 20 km de extensão e as obras no local serão iniciadas na próxima segunda-feira (26). Deputados federais Veneziano Vital do Rêgo e Efraim Filho, deputado estadual Branco Mendes, os prefeitos Renato Mendes (Alhandra), Kiko Monteiro (Caaporã) e Éden Duarte (Sumé), além de vereadores, secretários e lideranças da região estiveram presentes.

Após assinar a Ordem de Serviço da obra na PB-034, o secretário João Azevêdo, destacou o empenho do Governo do Estado em melhorar a malha rodoviária estadual e lembrou que esta gestão retirou todas as cidades paraibanas do isolamento asfáltico. “Hoje autorizamos o início das obras da restauração da PB-034 que vai trazer mais segurança e tranquilidade para os motoristas que passam pelo local, além de promover o desenvolvimento das cidades de Caaporã e Alhandra. São mais de R$ 11 milhões de investimento e os recursos já estão garantidos”, afirmou João Azevêdo.

 

Sobre a restauração da via, o prefeito da cidade de Alhandra, Renato Mendes, comemorou a conquista da obra que é aguarda pela população.

“Queremos agradecer primeiramente ao Governo do Estado, na pessoa do governador Ricardo Coutinho representado hoje aqui pelo Secretário João Azevedo, e dizer que para toda Alhandra, a assinatura dessa ordem de serviço hoje, um mês que antecede o aniversário de emancipação da cidade, é motivo de grande alegria. Não se trata apenas de uma obra, mas o fruto de uma reivindicação e trabalho pelo povo. No próximo mês Alhandra completará mais um aniversário e este já é um presente antecipado para este município que fará 59 anos. Em breve, teremos esta estrada totalmente restaurada. Temos que lembrar também a incansável luta do deputado Branco Mendes, não apenas por Alhandra, mas, por todos os municípios que o escolheram como representante na Assembleia Legislativa”, disse Renato Mendes.

 

O deputado Branco Mendes lembrou que é uma luta antiga que hoje começou a se tornar realidade, e a partir da próxima semana as máquinas já estarão na cidade para dar início às obras que começam no trecho que liga a BR-101 ao município de Alhandra.

“A partir da próxima semana as máquinas já estarão na cidade para dar início às obras. Duvidaram, torceram contra e me criticaram, mas nunca desisti de lutar pela recuperação da rodovia PB-034 que liga o distrito de Mata Redonda até Alhandra e também ao município de Caaporã. Agradeço ao Governador Ricardo Coutinho que atendeu ao nosso pleito e durante a manhã deste sábado tivemos a alegria de assinar a ordem de serviço no valor de 11 milhões de reais para realização desta conquista para o litoral sul”, disse o deputado.

O parlamentar também informou que a verba Estadual para construção de uma escola já está na conta da Prefeitura de Caaporã, como também o valor de 150 mil, referente a uma emenda parlamentar de sua autoria para compra de veículos que serão utilizados pela Educação. Ele falou sobre as obras da PB-044 no trecho de Acaú, em Pitimbu, informando que a empresa que realizará o serviço de restauração da via já foi licitada, é a mesma que fez as obras da PB-018 na cidade de Conde, e até o início do mês de abril estará iniciando as obras em Pitimbu.

A empresa Lino Construções, Terraplanagem, Locação e Serviços Eireli será a responsável pela obra, com proposta de preço no valor de mais de 11 milhões. Os serviços a serem realizados, de acordo com o projeto são terraplenagem em cortes e aterros, reciclagem da camada de base com edição de 30% de brita, recapeamento asfáltico da pista de rolamento e dos acostamentos em CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), recuperação e limpeza do sistema de drenagem, roçada manual e sinalização horizontal e vertical.

O prazo de execução da obra é de 270 dias após contratação da empresa vencedora da licitação.