A Prefeitura de Alhandra reintegrou ao patrimônio público municipal três ônibus escolares que haviam sido completamente depredados pelos próprios alunos.

Neste feriado prolongado, uma força-tarefa das equipes da Secretaria de Transportes e Educação realiza um trabalho intenso para recuperação dos assentos que foram todos rasgados e retirados do local.

Para rasgar os bancos são usados estiletes, lápis, canetas, tesouras, etc. Os estudantes também avançam sobre as janelas, descolando as travas que retiram os vidros que possibilitam a abertura da saída de emergência, em caso de acidente.

Infelizmente quem mais deveria zelar pela conservação dos bens públicos e cuidar para que fatos como este não ocorram acaba estragando o meio oferecido para conduzi-los às escolas.

O secretário de Educação, Daniel Miguel, lamentou o ocorrido, destacou os gastos com a recuperação da frota e falou sobre as providências que serão adotadas. “É extremamente lamentável que um fato como esse se repita gerando gastos aos cofres públicos, diante de uma situação econômica tão difícil, considerando principalmente a constante diminuição de repasses de verbas. Temos todo cuidado e respeito com o dinheiro público e iremos adotar as providências cabíveis, acionando o Ministério Público. Estamos transportando estudantes, entendemos que são jovens educados e que nada justifica essas ações repudiantes”, enfatizou.

Já o secretário de transportes, Adelson Floreço, fez um apelo aos pais e responsáveis que orientem seus filhos para que cuidem do patrimônio público, zelando pelos ônibus que é um importante serviço ofertado pela gestão municipal, e a recuperação custa muito caro aos cofres públicos. “Não foi um, nem dos bancos, foram todos os bancos danificados, rasgados, isso é muito grave. Quem testemunha esse tipo de atitude deve denunciar ao motorista do veículo ou a direção da escola, para que culpados sejam responsabilizados”, disse Adelson.

As Secretarias de Educação e Transporte organiza um trabalho de conscientização para que os alunos valorizem os serviços disponibilizados pela Prefeitura para facilitar o transporte deles.

Além deste caso, no primeiro semestre também foi registrado ato de vandalismo contra transporte escolar no município. Na ocasião, outros ônibus tiveram várias cadeiras danificadas e vidros quebrados.